Estar novamente em confinamento pode significar, para quem está a tentar entrar em forma, uma dor de cabeça. "As pessoas estão mais ansiosas e é natural que tenham mais vontade de saciar a fome com coisas doces", explica a nutricionista Raquel Mateus.

Fazer pão em casa, fazer bolos ou biscoitos são as 'tentações' mais comuns, mas estar sempre a petiscar durante o teletrabalho, sobretudo coisas pouco saudáveis, ajuda a ganhar uns quilinhos a mais.

Então e como podemos contornar essa questão?

"Primeiro estarmos sempre hidratados. Beber água, café e chá sem açúcar, ajuda a que o cérebro não se lembre tantas vezes que precisa de petiscar. Depois, podem preparar algumas coisas para irem comendo ao longo do dia. Palitos de cenoura, porque o barulho crocante ajuda a saciar, grão no forno dá um petisco fantástico, panquecas saudáveis, por exemplo de beterraba ou de banana, sem açúcar. Podem também comer uma peça de fruta ou alguns frutos secos, sem abusar na quantidade", aconselha a nutricionista.

As opções são variadas, mas o truque principal é mesmo comer de 3 em 3 horas. "Se as pessoas cumprirem os horários das refeições, garantidamente não terão tanta fome entre refeições, nem vontade de comer coisas menos boas", refere Raquel Mateus.

Siga-nos na sua rede favorita.