O alarme já tinha soado várias vezes, no entanto, a entrevista intimista que agora foi anunciada - de Meghan e Harry a Oprah Winfrey - está a deixar o Palácio de Buckingham cada vez mais preocupado com as atitudes de Meghan Markle, cuja rebeldia perante a família real se assemelha à adotada pela princesa Diana.

Tudo começou antes do casamento. Já como noiva de Harry aproveitou um ato da Royal Foundation de William e Harry para se posicionar a favor do movimento feminista. “É interessante que quando se fala de empoderamento feminino se diz que é preciso ajudar as mulheres a encontrar sua voz. Eu não acho, entretanto, que as mulheres precisam encontrar sua voz, elas já têm voz e só precisam se sentir empoderadas para usá-la”.

No dia do casamento, a atriz exigiu entrar sozinha na igreja, mostrando a sua independência, e recusou dizer a frase sobre obediência ao marido, tal como Diana já tinha feito. Há muito que Meghan Markle se declara como feminista convicta e mostrou isso mesmo.

Em outubro de 2019, tal como Diana fez na altura em que já estava separada de Carlos, Meghan Markle quebrou o silêncio para falar sobre a pressão que tem sentido desde que entrou na família real. Numa entrevista para a 'iTV', durante uma visita oficial a África, a duquesa de Sussex confessou que não estava bem, numa espécie de ataque à família real, por não querer saber do seu bem-estar. "Obrigada por perguntar porque poucas pessoas perguntaram se estou bem. É algo muito real de se lidar por trás das câmaras".

No início de 2020 a bomba estoirou e essa foi a maior prova de que Meghan Markle não estava a conseguir lidar com a pressão que a realeza exige. O casal foi para os Estados Unidos e renunciou aos atos oficiais da família real, mostrando claramente que se queria afastar deste mundo e criar os filhos longe de todos os protocolos.

A gota de água foi agora o anúncio desta entrevista, que a rainha Isabel II soube que ia acontecer pelo Twitter e sentiu uma espécie de traição.Também Diana, recorde-se, deu uma entrevista bombástica, em 1995, sobre a forma como era tratada pela família real.

De acordo com o jornal 'Daily Mirror', o Palácio de Buckingham mostra cada vez mais preocupação pelas atitudes de Meghan e pelo facto de estar a afastar Harry da família.

Apesar de tudo, Isabel II tem esperança de que os Duques de Sussex moderem o discurso na entrevista a Oprah Winfrey, uma das melhores amigas da atriz.

diana entrevista

A entrevista bombástica de Diana, em 1995, dois anos antes da sua morte

Siga-nos na sua rede favorita.